Um empresário da ilha Terceira, nos Açores, decidiu baptizar uma nova unidade de turismo local com o nome Casa do “Arquipélago”, em homenagem ao romance homónimo de Joel Neto (Marcador, 2015).

A unidade abriu ao público na passada segunda-feira, 1 de Agosto, e proporciona dois quartos sobre o mar, com piscina privada e varanda para o Monte Brasil, geografia recorrente no romance.

Os Açores sempre foram uma terra de grande literatura, mas há décadas que não saía destas ilhas um livro com a importância de ‘Arquipélago’. Voltámos a ocupar um espaço central a nível nacional. Achei que devia fazer-lhe esta singela homenagem”, justifica Carlos Meneses, o fundador.

A inauguração contou com a presença do escritor, que se disse “honrado e comovido”. Nascido e criado na Terceira, Joel Neto viveu 20 anos em Lisboa e regressou à ilha em 2012. Desde 2000, editou mais de uma dezena de livros, dos quais “A Vida no Campo” (2016), também com chancela Marcador, é o mais recente.

“Arquipélago”, lançado na Primavera de 2015 e agora imortalizado na dita unidade turística (disponível nomeadamente na plataforma Airbnb), chegou à quarta edição ao fim de outros tantos meses e mereceu o elogio da crítica e dos pares. “Excepcional”, escreveu João de Melo. “Obras de tão superior qualidade não acontecem todos os dias. Nem todos os anos. Notável.”

Complete a informação ou comente!

*