- Evento recria o ambiente de um mercado tradicional árabe

- Venda de produtos naturais e biológicos por produtores da região de Sintra

- Ateliê de Olaria ao vivo, Ateliê do Burro, cerimónia do chá e atuações de música tradicional islâmica

Creditos: PSML / Emigus

Nos dias 17 e 18 de setembro, os cheiros, sabores e a música de influência árabe vão invadir o Castelo dos Mouros, local simbólico do passado muçulmano em Portugal.

Entre as 10h00 e as 19h00, será recriado o ambiente de um “souk”, mercado tradicional árabe, que incluirá a venda por produtores da região de Sintra de produtos naturais e biológicos transacionados na época, e ainda hoje consumidos, demonstrando assim que as tradições medievais islâmicas perduram até ao presente.

O mercado reunirá bens tão preciosos como azeite, mel, pão, citrinos, ervas aromáticas, frutos secos, conservas de fruta, e também óleos essenciais, produtos de higiene e beleza e peças de artesanato tradicionais e de origem marroquina.

Durante o período de funcionamento do “souk”, os visitantes poderão assistir à cerimónia do chá, a demonstrações de olaria ao vivo e a atuações de música tradicional islâmica pelo grupo SELAM. Haverá ainda um “Ateliê do Burro” com períodos de explicação sobre as origens, evolução e principais características dos burros, com enfoque na importância desta espécie na vivência das sociedades islâmicas tradicionais. Fora dos períodos explicativos, o público terá a possibilidade de interagir de perto com os animais.

Os “souks” são mercados ao ar livre, usados pelos produtores e artesãos para venderem diretamente os seus produtos às populações. Nas sociedades islâmicas tradicionais, os produtos são vendidos através de cooperativas de artesão e produtores, que constituem um dos três centros funcionais das cidades, juntamente com a alcáçova e a mesquita.

A entrada no “Mercado Árabe” é livre mediante aquisição de bilhete de entrada para o Castelo dos Mouros.

Complete a informação ou comente!

*