O Município de Reguengos de Monsaraz e a região de Béni Mellal – Khénifra, em Marrocos, vão assinar um acordo de cooperação nas áreas do turismo, agricultura, conservação do património, recursos hídricos, ação social, proteção ambiental e formação profissional.

No âmbito do acordo, que terá a duração de cinco anos, serão implementadas ações nas duas regiões com empresas, associações, organizações não-governamentais, entre outras.

Reguengos de Monsaraz e Béni Mellal – Khénifra vão criar uma comissão de trabalho que será responsável por executar um programa anual e definir as modalidades de implementação das ações previstas, assim como organizar as visitas a cada um dos territórios.

O Presidente do Conselho Regional de Béni Mellal – Khénifra, Brahim Mojahid, esteve entre os dias 17 e 19 de fevereiro a conhecer o concelho de Reguengos de Monsaraz. O programa da delegação marroquina iniciou-se na tarde de sexta-feira com a receção no Salão Nobre dos Paços do Concelho e a apresentação dos termos do protocolo de cooperação. Nesta cerimónia, José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, descreveu as potencialidades económicas e turísticas do concelho e as vantagens do acordo para a região.

Durante o fim de semana, a comitiva de Béni Mellal – Khénifra degustou a gastronomia regional, efetuou um passeio de barco no Grande Lago, visitou a vila medieval de Monsaraz e os produtores de vinho CARMIM e Esporão.

Béni Mellal – Khénifra é uma das 12 regiões de Marrocos e tem cerca de 2,5 milhões de habitantes. Localizada numa planície junto às montanhas do Alto Atlas, no interior de Marrocos, esta região tem a sua base económica na agricultura, nomeadamente cereais, beterraba, olival e frutas cítricas, sendo igualmente relevante a produção de leite e de carne. A bacia de Ouled Abdoun, perto de Khouribga, detém 44 por cento das reservas de fosfato de Marrocos.

Complete a informação ou comente!

*