“Passagem Reserva tinto 2013″ soma distinções e dá-se a provar no Festival do Vinho do Douro Superior.

O ‘Passagem Reserva tinto 2013’ – vinho resultante da joint venture entre a Quinta de la Rosa e a Quinta do Poeira e com origem nas vinhas da Quinta das Bandeiras, propriedade situada em Torre de Moncorvo, no Douro Superior – acaba de conquistar uma medalha de ‘Grande Ouro’ no ‘Concurso Vinhos de Portugal 2016’. Uma importante distinção se junta à recente eleição como um dos ‘50 Melhores/Grandes Vinhos de Portugal para os EUA’.

Num universo de mais de 1300 vinhos nacionais apenas 29 alcançaram ‘Grande Ouro’. A importância deste galardão num evento com a relevância do ‘Concurso Vinhos de Portugal’ torna-se mais clara se tivermos em linha de conta que fizeram parte do painel de jurados cerca de 150 especialistas provenientes de várias regiões de Portugal e do Mundo – Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Espanha, EUA, Japão, Noruega, Polónia, Reino Unido, Rússia, Suécia. De destacar a presença de seis influentes figuras do panorama internacional: as britânicas Jancis Robinson e Julia Harding, os americanos Joshua Greene e Evan Goldstein, o brasileiro Dirceu Vianna Junior e a alemã Caro Maurer.

Vila Nova de Foz Côa recebe já esta semana, de 20 a 22 de Maio, a 5.ª edição do ‘Festival do Vinho do Douro Superior’. Organizado pelo Município de Foz Côa e produzido pela Revista de Vinhos, este é um evento que muito tem contribuído para divulgar e afirmar a sub-região do Douro Superior como terra de dinamismo e qualidade. Razões mais do que suficientes para que aí esteja presente o premiado ‘Passagem Reserva tinto 2013’. A ele juntam-se os seus pares: o ‘Passagem Reserva branco 2015’, o ‘Passagem Porto Vintage 2011’ e o ‘Passagem Porto LBV 2010’.

O ‘Passagem Reserva tinto 2013’ foi lançado no final do ano passado, estando à venda por um, altamente recomendado, preço de €12,00. Um tinto que revela a exuberância e intensidade típica do Douro Superior. Um vinho jovem que ainda vai ganhar complexidade e que apresenta frescas e originais notas apimentadas e a hortelã. Cheio de energia e sabores, é evidente a bergamota tão característica da Touriga Nacional, que assume o papel principal neste blend ao qual se juntam a Touriga Franca (25%) e o Sousão (5%). Na boca é sério e estruturado, estando ainda a dar os primeiros passos no seu longevo percurso.

Complete a informação ou comente!

*