Um britango foi capturado, marcado e libertado, na passada semana, no Parque Natural de los Arribes del Duero (Zamora, Espanha), como parte das ações do projeto LIFE Rupis.

(© Bruno Berthémy/Vulture Conservation Foundation)

O britango é a Ave do Ano 2016 e uma das espécies alvo do projeto LIFE Rupis. Este é um projeto de conservação transfronteiriço, que decorre nas áreas protegidas do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda e dos Arribes del Duero. Pretende implementar ações que visam reforçar as populações de britango (Neophron percnopterus) e de águia-perdigueira (Aquila fasciata) na região, através da redução da sua mortalidade e do aumento do seu sucesso reprodutor.

Os parceiros espanhóis do projeto capturaram um britango com aproximadamente 3 anos (subadulto), numa das ações do projeto que visa precisamente conhecer os movimentos migratórios desta espécie. A ave foi marcada com um emissor GPS/GSM/UHF que nos permite seguir o seu percurso diariamente durante mais de dois anos.

Esta primeira ave foi batizada de “Rupis”, homónima do projeto. A equipa do LIFE Rupis disponibiliza um mapa para seguir os movimentos do britango Rupis on-line em http://www.4vultures.org/our-work/monitoring/egyptian-vulture-online-maps/

Já esta semana uma outra equipa do projeto encontra-se no terreno, em Figueira de Castelo Rodrigo, a tentar capturar mais britangos para o mesmo fim.

Para além destas ações de captura para estudo, serão desenvolvidas ações pioneiras de combate ao uso ilegal de venenos, com equipas da GNR que utilizam cães treinados, serão corrigidas linhas elétricas com equipamentos anti-electrocussão de aves dos dois lados da fronteira e será elaborado um plano de ação transfronteiriço para a conservação do britango. Serão geridos mais de mil hectares de habitats importantes para as espécies alvo e uma rede de campos de alimentação de aves necrófagas, para minimizar o impacto da escassez de alimento. O resultado esperado do projeto será o aumento da taxa de reprodução e a diminuição da mortalidade não natural destas aves, nesta região justamente conhecida pela sua riqueza faunística e beleza natural.

Com início em julho de 2015, o LIFE Rupis é um dos mais recentes projetos financiados pela União Europeia a decorrer em território português e espanhol. Para além da componente de conservação da natureza, contém um grande investimento em atividades de promoção da região, dos seus valores naturais e do seu potencial para o turismo ornitológico.

Coordenado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), o projeto tem mais oito parceiros, a Associação Transumância e Natureza, a Palombar, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a Junta de Castilla y León, a Fundación Patrimonio Natural de Castilla y León, a Vulture Conservation Foundation, a EDP Distribuição e a Guarda Nacional Republicana.

Para mais informações sobre o projeto www.rupis.pt

Complete a informação ou comente!

*